“O peso de sempre acertar”


Hoje li um texto que tinha como título “O peso de sempre acertar”… E lá dizia assim: “ Só se aprende a viver a santidade quem é humilde o suficiente para amar o imperfeito e desistir de sempre acertar. A porta é estreita porque, para ser santo, é necessário ser pequeno. Não preciso acertar, não preciso ser o bastante, não preciso ser forte, não preciso ganhar. Ser quem eu sou, pelo simples fato de ser, já me basta para ser conhecido, lembrado, amado e… Feliz! “ ¹


Todos nós passamos por momentos que saímos tropeçando tanto, na inútil tentativa de ser aquilo que construímos em nossa cabeça. E ler isso nesse momento me foi providencial. Desde pequena construí minha identidade baseada num desejo de sempre acertar, não por desejar ser a melhor, mas por medo dos julgamentos, dos olhares, dos risos, das críticas. O erro sempre me causa tamanha ferida, e foi assim que moldei em mim uma autoconfiança demasiada frágil, onde nada em mim parece verdadeiramente bom. 


Pobre de mim, em não aceitar que cada parte de mim, da minha personalidade, das minhas deficiências me foram dadas pelas próprias mãos do Senhor. E quem sou eu para duvidar que suas criações são perfeitas? O vazio, a dor, o medo nascem da falta de aceitar e reconhecer que somos falhos, pecadores, e que a perfeição está em Deus e não em nossas ações. Os meus erros não definem ou anulam quem eu sou, e o verdadeiro e único medo deve ser o de não agradar e viver de acordo com aquilo que o Senhor pensou para mim.


Tem uma música que diz assim:  

"Uma pequena via me levará Para os Teus altares, oh meu rei Pequeno serei então encontrarei Um lugar em Tuas mãos

[...]

Crescer me é impossível Devo suportar-me como sou Não quero ser grande, mas sim Teu pequenino" ²


Eu sei como é difícil, primeiro reconhecer as nossas mazelas e depois lutar contra elas… Porém, temos a graça maior, que é a de ser cuidado e moldado pelas mãos do Senhor. Ele segura, cuida, protege e ama seus pequenos pássaros, para que possam, quando prontos, voar livremente por aí.

Lembrem sempre que não estão sozinhos, em Mateus 10, 28-29 o Senhor nos diz: “Venham para mim todos vocês que estão cansados de carregar o peso do seu fardo, e eu lhes darei descanso. Carreguem a minha carga e aprendam de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para suas vidas”


Mesmo quando a cruz parecer pesada demais para carregar, lembre-se: vale a pena! 



1. Texto completo: https://meucadernodeoracao.wordpress.com/2018/10/26/o-peso-de-sempre-acertar/

2. O Elevador - Comunidade Católica Shalom

NOVA
R$30,00
AUXICAMISA

Movimento dos Filhos da Santíssima Virgem Auxiliadora

Av. São João Batista  S/N  - Conj. Castelo Branco - Aracaju/SE 

+55 (79) 3021-6960

Todos direitos reservados                Movimento Auxilia - 2020