Dom Bosco e a afetividade dos meninos



Dom Bosco, pai e mestre da juventude, se faz atual com sua metodologia preventiva em diversos aspectos da formação de um jovem, em especial na construção da afetividade. De onde vem a predileção de Dom Bosco pelos meninos e por qual razão ele deu até seu último suspiro pela salvação de cada um? Para responder a tais perguntas precisamos mergulhar com profundidade na vida de Dom Bosco.

Podemos começar afirmando: Dom Bosco foi feito homem, assim sendo, ele sentiu na pele todos os anseios em cada fase da sua vida: infância, juventude, vida adulta e velhice. No sonho dos 09 anos ele vê meninos brigando, falando palavras horrendas. Nisto ainda na infância ele usa de seus dons e habilidades para entreter os meninos, fazendo assim com que suas energias sejam canalizadas para algo útil, agradável.

No frutificar de sua virilidade gastou-se no trabalho e nos estudos. Em sua pobreza era necessário buscar meios para conquistar seu grande ideal: tornar-se sacerdote. Toda essa trajetória até a sua ordenação consiste em um ato heroico onde foi preciso mortificar muita coisa dentro de si para fazer a vontade de Deus.

No exercício sacerdotal fez da sua missão um hino oblativo a Deus no serviço aos jovens. Sua história fazia-se testemunho de que a força do trabalho e a aventurança nos planos de Deus era capaz de construir um homem equilibrado, justo, misericordioso. Exalando a paternidade de Deus Dom Bosco foi capaz de formar homens novos: bons cristãos e honestos cidadãos conforme era o projeto de Deus na criação. Deus quer meninos bons, meninos santos e é na prevenção que alcançamos tamanho estado de graça.

Em suas catequeses, Dom Bosco visionário muito nos falou a respeito de obras literárias, manifestações artísticas e o quanto os meios massivos de comunicação lutariam para corromper os meninos. Hoje já não temos segurança em assistir um filme, ler uma revista, assistir a um programa de televisão ou de simplesmente olhar um outdoor na rua: tudo está violentado e sexualizado com a pornografia, o imediatismo e a cultura do descartável.

A pedagogia preventiva de Dom Bosco nos ensina a sermos inteiros para alcançar a felicidade. Não nos deixemos levar pela maresia deste mundo que está a nos explorar, a deteriorar nosso jardim interior semeando solidão e infelicidade, pelo contrário, gastemos nossas energias para construir nossa santidade e salvarmos almas para Deus.

Dom Bosco com alegria te pedimos, rogai por toda a nossa juventude!

Por GC Bruno Lucena, MFSVA

Guardião do Movimento Auxilia

#DomBosco #formação

Movimento dos Filhos da Santíssima Virgem Auxiliadora

Av. São João Batista  S/N  - Conj. Castelo Branco - Aracaju/SE 

+55 (79) 3021-6960

Todos direitos reservados                Movimento Auxilia - 2020