MEU DIA | 30 de Junho



Oração da Manhã

LAUDES (Manhã)


1. Hino

Ó noite, ó treva, ó nuvem, / não mais fiqueis aqui! / Já surge a doce aurora, / o Cristo vem: parti!

Rompeu-se o véu da terra, / cortado por um raio: / as coisas tomam cores, / já voltam do desmaio.

Assim também se apague / a noite do pecado, / e o Cristo em nossas almas / comece o seu reinado.

Humildes, vos pedimos / em nosso canto ou choro: / ouvi, ó Cristo, a prece, / que sobe a vós em coro.

Os fogos da vaidade / a vossa luz desfaz. / Estrela da manhã, / quão doce vossa paz.

Louvor ao Pai, ó Cristo, / louvor a vós também; / reinais no mesmo Espírito, / agora e sempre. Amém.


2. Salmo 35(36) - A malícia do pecador e a bondade de Deus


Ant. 1. Em vossa luz contemplamos a luz.

O pecado sussurra ao ímpio * / lá no fundo do seu coração; / – o temor do Senhor, nosso Deus, * / não existe perante seus olhos. / – Lisonjeia a si mesmo, pensando: * / “Ninguém nem condena o meu crime!”

Traz na boca maldade e engano; * / já não quer refletir e agir bem. / = Arquiteta a maldade em seu leito, † / nos caminhos errados insiste * / e não quer afastar-se do mal.

Vosso amor chega aos céus, ó Senhor, * / chega às nuvens a vossa verdade. / – Como as altas montanhas eternas * / é a vossa justiça, Senhor; / – e os vossos juízos superam * / os abismos profundos dos mares.

Os animais e os homens salvais: * / quão preciosa é, Senhor, vossa graça! / – Eis que os filhos dos homens se abrigam * / sob a sombra das asas de Deus. / – Na abundância de vossa morada, * / eles vêm saciar-se de bens.

Vós lhes dais de beber água viva, * / na torrente das vossas delícias. / – Pois em vós está a fonte da vida, * / e em vossa luz contemplamos a luz. / – Conservai aos fiéis vossa graça, * / e aos retos, a vossa justiça!

Não me pisem os pés dos soberbos, * / nem me expulsem as mãos dos malvados! / – Os perversos, tremendo, caíram * / e não podem erguer-se do chão.

Glória. Ant. 1. Em vossa luz contemplamos a luz.


3. Cântico Jt 16,1-2.13-15 - Deus, Criador do mundo e protetor do seu povo


Ant. 2. Vós sois grande, Senhor-Adonai, admirável, de força invencível!

Cantai ao Senhor com pandeiros, * / entoai seu louvor com tambores! / – Elevai-lhe um salmo festivo, * / invocai o seu nome e exaltai-o!

É o Senhor que põe fim às batalhas, * / o seu nome glorioso é “Senhor”! / – Cantemos louvores a Deus, * / novo hino ao Senhor entoemos!

Vós sois grande, Senhor-Adonai, * / admivel, de força invencível! / – Toda a vossa criatura vos sirva, * / pois mandastes e tudo foi feito!

Vosso sopro de vida enviastes, * / e eis que tudo passou a existir; / – não existe uma coisa ou pessoa, * / que resista à vossa palavra!

Desde as bases, os montes se abalam, * / e as águas também estremecem; / – como cera, derretem-se as pedras * / diante da vossa presença.

Mas aqueles que a vós obedecem * / junto a vós serão grandes em tudo.

Glória. Ant. 2. Vós sois grande, Senhor-Adonai, admirável, de força invencível!


4. Salmo 46(47) - O Senhor, Rei do universo


Ant. 3. Gritai a Deus aclamações de alegria!

Povos todos do universo, batei palmas, * / gritai a Deus aclamações de alegria! / – Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, * / o soberano que domina toda a terra.

Os povos sujeitou ao nosso jugo * / e colocou muitas nações aos nossos pés. / – Foi ele que escolheu a nossa herança, * / a glória de Jacó, seu bem-amado.

Por entre aclamações Deus se elevou, * / o Senhor subiu ao toque da trombeta. / – Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, * / salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!

Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, * / ao som da harpa acompanhai os seus louvores! / – Deus reina sobre todas as nações, * / está sentado no seu trono glorioso.

Os chefes das nações se reuniram * / com o povo do Deus santo de Abraão, / – pois só Deus é realmente o Altíssimo, * / e os poderosos desta terra lhe pertencem!

Glória. Ant. 3. Gritai a Deus aclamações de alegria!

5. Leitura breve Tb 4,14b-15a.16ab.19a

Meu filho, sê vigilante em todas as tuas obras e mostra-te prudente em tua conversação. Não faças a ninguém o que para ti não desejas. Dá de teu pão a quem tem fome, e de tuas vestes aos que estão despidos. Dá de esmola todo o teu supérfluo. Bendize o Senhor em todo o tempo, e pede-lhe para que sejam retos os teus caminhos e tenham êxito todos os teus passos e todos os teus projetos.

6. Responsório breve

R. Para os vossos mandamentos, * Inclinai meu coração! R. Para os vossos.

V. Dai-me a vida em vossa Lei! * Inclinai. Glória ao Pai. R. Para os vossos.


7. Cântico evangélico


Ant. A grande multidão dos mártires de Cristo persistia no amor e na fraterna união, pois a eles animava a mesma fé e o mesmo espírito.


Benedictus – Lc 1,68-79


O Messias e seu Precursor


– Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *

porque a seu povo visitou e libertou;

– e fez surgir um poderoso Salvador *

na casa de Davi, seu servidor,


– como falara pela boca de seus santos, *

os profetas desde os tempos mais antigos,

– para salvar-nos do poder dos inimigos *

e da mão de todos quantos nos odeiam.


– Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *

recordando a sua santa Aliança

– e o juramento a Abraão, o nosso pai, *

de conceder-nos que, libertos do inimigo,


= a ele nós sirvamos sem temor †

em santidade e em justiça diante dele, *

enquanto perdurarem nossos dias.


= Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †

pois irás andando à frente do Senhor *

para aplainar e preparar os seus caminhos,


– anunciando ao seu povo a salvação, *

que está na remissão de seus pecados,


– pela bondade e compaixão de nosso Deus, *

que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,


– para iluminar a quantos jazem entre as trevas *

e na sombra da morte estão sentados

– e para dirigir os nossos passos, *

guiando-os no caminho da paz.


– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. A grande multidão dos mártires de Cristo persistia no amor e na fraterna união, pois a eles animava a mesma fé e o mesmo espírito.

8. Preces

Demos graças e louvores a Cristo pela sua admirável condescendência em chamar de irmãos àqueles que santificou. Por isso, supliquemos:

R. Santificai, Senhor, os vossos irmãos e irmãs!

FAZEI que vos consagremos de coração puro o princípio deste dia em honra da vossa ressurreição, e que o santifiquemos com trabalhos que sejam do vosso agrado. – R.

VÓS, que nos dais este novo dia, como sinal do vosso amor, para nossa alegria e salvação, renovai-nos a cada dia para glória do vosso nome. – R.

ENSINAI-NOS hoje a reconhecer vossa presença em todos os nossos irmãos e irmãs, e a vos encontrarmos sobretudo nos pobres e infelizes. – R.

CONCEDEI que durante todo este dia vivamos em paz com todos, e a ninguém paguemos o mal com o mal. – R.

(intenções livres)

9. Pai nosso...

10. Oração

Ó Deus, que consagrastes com o sangue dos mártires os fecundos primórdios da Igreja de Roma, dai que sua coragem no combate nos obtenha uma força inabalável e a alegria da vitória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


 

Liturgia do dia:

Primeira Leitura (Gn 21,5.8-21)

Responsório (Sl 33)

Evangelho (Mt 8,28-34)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 28quando Jesus chegou à outra margem do lago, na região dos gadarenos, vieram ao seu encontro dois homens possuídos pelo demônio, saindo dos túmulos. Eram tão violentos, que ninguém podia passar por aquele caminho. 29Eles então gritaram: “Que tens a ver conosco, Filho de Deus? Tu vieste aqui para nos atormentar antes do tempo?”.

30Ora, a certa distância deles, estava pastando uma grande manada de porcos. 31Os demônios suplicavam-lhe: “Se nos expulsas, manda-nos para a manada de porcos”.

32Jesus disse: “Ide”. Os demônios saíram, e foram para os porcos. E logo toda a manada atirou-se monte abaixo para dentro do mar, afogando-se nas águas. 33Os homens que guardavam os porcos fugiram e, indo até a cidade, contaram tudo, inclusive o caso dos possuídos pelo demônio. 34Então a cidade toda saiu ao encontro de Jesus. Quando o viram, pediram-lhe que se retirasse da região deles.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.


 

Santo do dia:

Protomártires da Igreja de Roma

Depois da solenidade universal dos apóstolos São Pedro e Paulo, a liturgia nos apresenta a memória de outros cristãos que se tornaram os primeiros mártires da Igreja de Roma, por isso, protomártires.

O testemunho dos mártires da nossa Igreja nos recorda o que é essencial para a vida, para o cristão, para sermos felizes em Deus, principalmente nos momentos mais difíceis que todos nós temos. Os mártires viveram tudo em Cristo. No ano de 64, o imperador Nero pôs fogo em Roma e acusou os cristãos. Naquela época, a comunidade cristã, vítima de preconceitos, era tida como uma seita e inimiga, pois não adorava o Imperador.


Qualquer coisa que acontecia de negativo, os cristãos eram acusados. Por isso, foram acusados de terem posto fogo em Roma e, a partir daí, no ano 64, começaram a ser perseguidos.

Os escritos históricos em Roma narram que os cristãos eram lançados nas arenas para servirem de espetáculo ao povo junto às feras, cobertos de piches, como tochas humanas e muitos outros atos atrozes. E a resposta era sempre o perdão e a misericórdia.

O Papa São Clemente I escreveu: “Nos encontramos na mesma arena e combatemos o mesmo combate. Deixemos as preocupações inúteis e os vãos cuidados e voltemo-nos para a gloriosa e venerável regra da nossa tradição: consideremos o que é belo, o que é bom e o que é agradável ao nosso criador”.


Protomártires da Igreja de Roma, rogai por nós!


 

Oração da Noite:

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Tu, Auxílio maravilhoso dos cristãos, Tu, terrível como exército ordenado em batalha, Tu, que só destruíste toda heresia em todo o mundo: nas nossas angústias, nas nossas lutas, nas nossas aflições, defende-nos do inimigo; e na hora da morte, acolhe a nossa alma no paraíso.

Assim seja.

Nossa Senhora Auxiliadora

— Rogai por nós!

nOVA-CAMISA.png
NOVA
ADQUIRA NA MISSÃO
MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ!
AUXICAMISA