Meu dia 02 de Agosto


1. Hino

Eis que da noite já foge a sombra / e a luz da aurora refulge, ardente. / Nós, reunidos, a Deus oremos / e invoquemos o Onipotente.


Deus, compassivo, nos salve a todos / e nos afaste de todo o mal. / O Pai bondoso, por sua graça, / nos dê o reino celestial.


Assim nos ouça o Deus Uno e Trino, / Pai, Filho e Espírito Consolador. / Por toda a terra vibram acordes / dum canto novo em seu louvor.


2. Salmo 117(118) - Canto de alegria e salvação

Ant. 1. Bendito o que vem em nome do Senhor! Aleluia.


Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! * / “Eterna é a sua misericórdia!”


A casa de Israel agora o diga: * / “Eterna é a sua misericórdia!” / – A casa de Aarão agora o diga: * / “Eterna é a sua misericórdia!” / – Os que temem o Senhor agora o digam: * / “Eterna é a sua misericórdia!”


Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, * / e o Senhor me atendeu e libertou! / – O Senhor está comigo, nada temo; * / o que pode contra mim um ser humano? / – O Senhor está comigo, é o meu auxílio, * / hei de ver meus inimigos humilhados.


“É melhor buscar refúgio no Senhor * / do que pôr no ser humano a esperança; / – é melhor buscar refúgio no Senhor * / do que contar com os poderosos deste mundo!”


Povos pagãos me rodearam todos eles, * / mas em nome do Senhor os derrotei; / – de todo lado todos eles me cercaram, * / mas em nome do Senhor os derrotei;

= como um enxame de abelhas me atacaram, † / como um fogo de espinhos me queimaram, * / mas em nome do Senhor os derrotei.


Empurraram-me, tentando derrubar-me, * / mas veio o Senhor em meu socorro. / – O Senhor é minha força e o meu canto, * / e tornou-se para mim o Salvador.


“Clamores de alegria e de vitória * / ressoem pelas tendas dos fiéis. / = A mão direita do Senhor fez maravilhas, † / a mão direita do Senhor me levantou, * / a mão direita do Senhor fez maravilhas!”


Não morrerei, mas, ao contrário, viverei * / para cantar as grandes obras do Senhor! / – O Senhor severamente me provou, * / mas não me abandonou às mãos da morte.


Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; * / quero entrar para dar graças ao Senhor! / – “Sim, esta é a porta do Senhor, * / por ela só os justos entrarão!” / – Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes * / e vos tornastes para mim o Salvador!


“A pedra que os pedreiros rejeitaram * / tornou-se agora a pedra angular. / – Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: * / Que maravilhas ele fez a nossos olhos! / – Este é o dia que o Senhor fez para nós, * / alegremo-nos e nele exultemos!


Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, * / ó Senhor, dai-nos também prosperidade!” / – Bendito seja, em nome do Senhor, * / aquele que em seus átrios vai entrando! / – Desta casa do Senhor vos bendizemos. * / Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!


Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, * / aproximai-vos do altar, até bem perto! / – Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! * / Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores! / – Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! * / “Eterna é a sua misericórdia!”


Glória. Ant. 1. Bendito o que vem em nome do Senhor! Aleluia.


3. Cântico Dn 3,52-57 - Louvor das criaturas ao Senhor

Ant. 2. Cantemos um hino ao Senhor. Aleluia.


Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais! * / A vós louvor, honra e glória eternamente! / – Sede bendito, nome santo e glorioso! * / A vós louvor, honra e glória eternamente!


No templo santo onde refulge a vossa glória! * / A vós louvor, honra e glória eternamente!  / – E em vosso trono de poder vitorioso! * / A vós louvor, honra e glória eternamente!


Sede bendito, que sondais as profundezas! * / A vós louvor, honra e glória eternamente! / – E superior aos querubins vos assentais! * / A vós louvor, honra e glória eternamente!


Sede bendito no celeste firmamento! * / A vós louvor, honra e glória eternamente! / – Obras todas do Senhor, glorificai-o! * / A ele louvor, honra e glória eternamente!


Glória. Ant. 2. Cantemos um hino ao Senhor. Aleluia.


4. Salmo 150 - Louvai o Senhor

Ant. 3. Louvai o Senhor Deus por seus feitos grandiosos. Aleluia.


Louvai o Senhor Deus no santuário, * / louvai-o no alto céu de seu poder! / – Louvai-o por seus feitos grandiosos, * / louvai-o em sua grandeza majestosa!


Louvai-o com o toque da trombeta, * / louvai-o com a harpa e com a cítara! / – Louvai-o com a dança e o tambor, * / louvai-o com as cordas e as flautas!


Louvai-o com os címbalos sonoros, * / louvai-o com os címbalos de júbilo! / – Louve a Deus tudo o que vive e que respira, * / tudo cante os louvores do Senhor!


Glória. Ant. 3. Louvai o Senhor Deus por seus feitos grandiosos. Aleluia.


5. Leitura breve Ez 36,25-27

Derramarei sobre vós uma água pura, e sereis purificados. Eu vos purificarei de todas as impurezas e de todos os ídolos. Eu vos darei um coração novo e porei um espírito novo dentro de vós. Arrancarei do vosso corpo o coração de pedra e vos darei um coração de carne; porei o meu espírito dentro de vós e farei com que sigais a minha lei e cuideis de observar os meus mandamentos.


6. Responsório breve

R. Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, * Dando graças, invocamos vosso nome. R. Nós vos louvamos.

V. E publicamos os prodígios que fizestes. * Dando graças. Glória ao Pai. R. Nós vos louvamos.


7. Cântico evangélico

Ant. O Senhor, com cinco pães e com dois peixes, saciou as quase cinco mil pessoas.


Benedictus – Lc 1,68-79

O Messias e seu Precursor


– Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *

porque a seu povo visitou e libertou;

– e fez surgir um poderoso Salvador *

na casa de Davi, seu servidor,


– como falara pela boca de seus santos, *

os profetas desde os tempos mais antigos,

– para salvar-nos do poder dos inimigos *

e da mão de todos quantos nos odeiam.


– Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *

recordando a sua santa Aliança

– e o juramento a Abraão, o nosso pai, *

de conceder-nos que, libertos do inimigo,


= a ele nós sirvamos sem temor †

em santidade e em justiça diante dele, *

enquanto perdurarem nossos dias.


= Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †

pois irás andando à frente do Senhor *

para aplainar e preparar os seus caminhos,


– anunciando ao seu povo a salvação, *

que está na remissão de seus pecados,


– pela bondade e compaixão de nosso Deus, *

que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,


– para iluminar a quantos jazem entre as trevas *

e na sombra da morte estão sentados

– e para dirigir os nossos passos, *

guiando-os no caminho da paz.


– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. O Senhor, com cinco pães e com dois peixes, saciou as quase cinco mil pessoas.


8. Preces

Demos graças a nosso Salvador, que veio a este mundo para ser Deus-conosco; e o aclamemos, dizendo:

R. Cristo, rei da glória, sede nossa luz e alegria!


SENHOR Jesus Cristo, luz que vem do alto e primícias da ressurreição futura, dai-nos a graça de vos seguirmos, para que, livres das sombras da morte, caminhemos sempre na luz da vida. – R.


MOSTRAI-NOS vossa bondade, refletida em todas as criaturas, para contemplarmos em todas elas a vossa glória. – R.


NÃO permitais, Senhor, que hoje sejamos vencidos pelo mal, mas tornai-nos vencedores do mal pelo bem. – R.


VÓS, que no Jordão fostes batizado por João Batista e ungido pelo Espírito Santo, santificai todas as nossas ações deste dia com a graça do mesmo Espírito. – R.


(intenções livres)


9. Pai nosso...


10. Oração

Manifestai, ó Deus, vossa inesgotável bondade para com os filhos e filhas que vos imploram e se gloriam de vos ter como criador e guia, restaurando para eles a vossa criação, e conservando-a renovada. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Liturgia do dia:

Primeira Leitura (Is 55,1-3)

Salmo Responsorial (Sl 144)

Segunda Leitura (Rm 8,35.37-39)

Anúncio do Evangelho (Mt 14,13-21)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 13quando soube da morte de João Batista, Jesus partiu e foi de barco para um lugar deserto e afastado. Mas, quando as multidões souberam disso, saíram das cidades e o seguiram a pé. 14Ao sair do barco, Jesus viu uma grande multidão. Encheu-se de compaixão por eles e curou os que estavam doentes. 15Ao entardecer, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e a hora já está adiantada. Despede as multidões, para que possam ir aos povoados comprar comida!”.

16Jesus, porém, lhes disse: “Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer!”. 17Os discípulos responderam: “Só temos aqui cinco pães e dois peixes”. 18Jesus disse: “Trazei-os aqui”.

19Jesus mandou que as multidões se sentassem na grama. Então pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção. Em seguida, partiu os pães e os deu aos discípulos. Os discípulos os distribuíram às multidões. 20Todos comeram e ficaram satisfeitos, e, dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos cheios. 21E os que haviam comido eram mais ou menos cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Santo do dia:

Santo Eusébio de Vercelli


Hoje nós lembramos o testemunho de santidade de Eusébio, que nasceu no começo do século IV, na Sardenha e não tinha este nome, até ir para Roma em procura de lucro com a Política e o Direito.


Encontrado por Jesus, converteu-se e recebeu as águas do Batismo e o novo nome de Eusébio, pois foi batizado pelo Papa Eusébio. De simples leitor da Igreja de Roma, Eusébio foi ordenado sacerdote e depois em 345, Bispo em Vercelli, onde exerceu seu ministério com zelo e muito amor dedicando às almas e à verdade. Dentre tantas inspirações para a Diocese, Eusébio vivia comunitariamente com seus sacerdotes, e desta comunhão conseguiu forças para vencer os bons combates do dia a dia.


Santo Eusébio de Vercelli por opor-se ao Arianismo que buscava erroneamente negar a divindade de Cristo, foi exilado com outros santos Bispos pelo imperador Constâncio. Despachado com algemas para a Palestina, Eusébio sofreu torturas e sobreviveu por seis anos fechado numa prisão. Quando liberto aproveitou para visitar as Igrejas do Oriente.


Ao voltar foi acolhido como vencedor pelos irmãos no Episcopado, Clero e todo o povo, e até entrar no Céu em 370, venceu o Arianismo com Santo Hilário e unificou as Igrejas.


Santo Eusébio de Vercelli, rogai por nós!

Oração da Noite:

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Querida mãe, virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma

— Ave Maria...

Tu, Auxílio maravilhoso dos cristãos, Tu, terrível como exército ordenado em batalha, Tu, que só destruíste toda heresia em todo o mundo: nas nossas angústias, nas nossas lutas, nas nossas aflições, defende-nos do inimigo; e na hora da morte, acolhe a nossa alma no paraíso.

Assim seja.

Nossa Senhora Auxiliadora

— Rogai por nós!


1. Acompanhe diariamente a meditação espiritual conduzida pelos guardiões gerais via Google Meet, sempre às 21h30.


2. Evite a leitura do MEU DIA na Santa Missa. O Evangelho na Celebração Eucarística, é proclamado (lido) pelo sacerdote/diácono e a assembleia (participantes) deve escutar com a devida atenção.

NOVA
R$30,00
AUXICAMISA

Movimento dos Filhos da Santíssima Virgem Auxiliadora

Av. São João Batista  S/N  - Conj. Castelo Branco - Aracaju/SE 

+55 (79) 3021-6960

Todos direitos reservados                Movimento Auxilia - 2020